email para contato:

andre.matao@gmail.com
Caso tenha interesse na criação de cachorros pug, visite nosso blog www.canilpuppymatao.blogpot.com.br

Para ler muito mais artigos visite o Grupo Calopsita do Google

Grupos do Google
calopsita
Visitar este grupo

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

CALOPSITA MANSA - Cortando as penas das asas

CALOPSITA MANSA - Cortando as penas das asas  



Cortar as penas das asas deve ser feito principalmente para a própria segurança da ave. É aconselhável que as penas de vôo sejam aparadas para evitar sua fuga e posterior sofrimento da ave e do criador.
O corte das penas não causa dor, embora as aves não gostem muito.
Cortando as penas das asas, a aves poderão voar de um lugar ao outro em vôos curtos sem o perigo de se machucarem ou escaparem.
 
Deve-se cortar apenas as penas de vôo como na ilustração acima. Ao podar as asas, deve-se prestar atenção em novas penas que estão nascendo, elas ainda tem uma cobertura primária (camada de queratina) e por isso são diferentes. Tome cuidado para não cortá-las, pois elas irão sangrar. Se ocorrer sangramento em uma pena nova, deve-se arranca-la totalmente com uma pinça, apertando a pena perto da pele e puxando-a, ou mesmo com a mão .

Corte de 6 a 8 penas de vôo, começando pela ponta da asa para dentro. Elas só crescerão novamente na próxima muda, ou seja, após cerca de um ano.

Deve-se cortar as penas das duas asas para uma maior segurança.

As aves do Criadouro Matão Calopsita tem suas duas asas cortadas conforme a figura acima, mas com uma pequena diferença, as duas primeiras penas de voo primárias não são cortadas para uma melhor apresentação da ave e um melhor pouso caso a ave tente voar. Veja a foto a seguir:
                      Fonte: revista E-Zine n° 5

Nenhum comentário:

Postar um comentário