email para contato:

andre.matao@gmail.com
Caso tenha interesse na criação de cachorros pug, visite nosso blog www.canilpuppymatao.blogpot.com.br

Para ler muito mais artigos visite o Grupo Calopsita do Google

Grupos do Google
calopsita
Visitar este grupo

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Calopsita - Alimentando na papinha



Calopsita - alimentando na papinha

Para ter um filhote adestrado é necessário tirar o filhote do ninho após 2 semanas de vida no minimo, se você retirá-lo antes disso ele prvavelmente não irá sobreviver. Ao retirá-lo de inicio ao tratamento coma papinha especial.


1° - A ração para filhotes é especial, nunca ofereça fubá com leite ou antigas receitas que sua avó ensinava. Hoje em dia é muito fácil encontrar as rações especificas para esse fim. Você pode encontrá-las em supermercados, e geralmente em pet shops, agropecuárias e avícolas. Quando você for comprar pessa a Papinha para Psitacideos, é um alimento em pó, que deve ser misturado em pequenas quantidades adicionando água.



2° - A papinha deve ser servida morna, em estado semi-liquido, pois na natureza os pais regurjitam na boca dos filhotes, sendo assim temos que imitar ao máximo os cuidados naturais, para que eles possam se desenvolver bem e com saúde.

3° - Utilize uma colherzinha ou uma seringa, para tratá-lo, trate com calma e paciência, os filhotes necessitam ser tratados várias vezes ao longo do dia. Se você estiver utilizando a seringa para alimentá-lo, nunca aperte com força e nem injete muito rapidamente o conteúdo da seringa, pois você pode afogá-lo com a papinha. O Melhor método é a colherzinha, mas é um método mais lento, pois não cabe muita papinha na concha, além de desperdiçar mais, más é mais seguro pelo fato de não oferecer risco de afogar o filhote com ingestão brusca.

4° - Após a sexta semana de tratamento com a papinha, você já pode deixar disponível na gaiola a mistura de calopsitas, pois ele irá começar a rejeitar a papinha e procurará outras fontes de alimento, no caso a mistura de calopsitas, que tem várias sementes e vitaminas.

Basicamente é esse o procedimento que se deve seguir, os métodos de criação variam de criador para criador, esse método apresentado é um dos mais utilizados, mas nada substitui a experiência real. Devido a isso alertamos a todos que desejem criar calopsitas que tenham sempre um contato ou ajuda de algum criador mais experiente ou mesmo um veterinário especializado em aves, para que se possa ter orientações mais precisas.

Veja um vídeo sobre a alimentação com papinha e colher:
Clique no link abaixo: 


 Filhote de calopsita albina sendo alimentado na papinha com colher entortada.

Seringas dosadoras e agulhas com ponta esférica para trato no bico:

Recomendamos a seguinte loja:

Atualmente no Criadouro Matão - Calopsita as matrizes estão sendo tratadas com Ração PM13 da MegaZoo e mistura de sementes, farinhadas MegaZoo FA16 (casais que não estão com filhotes) e MegaZoo FC21 (casais que estão tratando de filhotes). Quando retirados do ninho, os filhotes mansos são tratados com papinha CC Albium da Nutrall que progressivamente é substituída pela mistura de sementes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário